Redação: quais termos não usar na redação do Enem 2018

Você sabia que a nota da redação do Enem equivale 20% da sua nota final? Por isso, é preciso ficar atento à avaliação da redação para garantir uma alta pontuação e, consequentemente, um bom resultado final.

Veja mais: Como fazer uma boa redação no Enem – Critérios de Avaliação

A redação do Enem é avaliada em algumas competências, sendo que a primeira delas exige que o participante “demonstre domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa”, conforme informa a Cartilha do Participante na Redação do Enem, disponibilizada em 2016 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Para te ajudar, a Revista QB consultou a professora e coordenadora de Português do Grupo Etapa, Simone F. G. Motta, para saber quais termos você não usar em sua redação e tirar algumas dúvidas sobre a prova. Confira:

1 – Qual tipo de linguagem devo utilizar na redação do Enem 2018?

Já que uma das competências avaliadas é o domínio na modalidade escrita formal, é preciso que o participante utilize a linguagem formal culta, evitando traços de coloquialismo (linguagem informal), gírias ou palavras de baixo calão em sua redação.

2 – Devo escrever a redação em 1º pessoa do singular ou do plural (eu/nós)?

“Alguns tipos de texto, como a Carta e a Narração, por exemplo, aceitam o uso da 1ª pessoa, do singular ou do plural, de acordo com a necessidade. Já a Dissertação Argumentativa (sobretudo) se caracteriza pelo afastamento autor-leitor, motivo pelo qual a 1ª pessoa do singular (eu) não é usada e a 1ª pessoa do plural (nós) deve ser evitada”, explica Simone.

Por isso, é indicado que o participante utilize a 3° pessoa, do singular ou do plural, em seu texto. Lembrando que o tipo de redação do Enem é a Dissertação Argumentativa.

3 – Quais vícios de linguagem evitar?

Já que o texto deve ser escrito seguindo a linguagem formal culta, todos os vícios de linguagem devem ser evitados. Para exemplificar, a coordenadora de Português do Grupo Etapa selecionou quais são os mais recorrentes:

Pleonasmo: repetições desnecessárias de palavras ou de ideias – exemplo: subir para cima; ver com os olhos;
Cacófato: refere-se ao mau som que resulta na união de duas ou mais palavras no interior da frase – exemplo: a boca dela; desde então;
Eco: repetições sonoras sequenciadas – exemplo: comumente, tranquilamente, pacientemente;
Ambiguidade: duplo sentido originado pela frase mal estruturada – exemplo: o policial prendeu o ladrão dentro de sua casa (a casa do ladrão ou do policial?);
Neologismo: emprego de novas palavras que não foram incorporadas ao idioma – exemplo: “o curso de um rio, seu “discurso-rio” chega raramente a se reatar de vez…” (João Cabral de Melo Neto);

Barbarismo: uso de estrangeirismos, de modo geral – exemplo: hot dog (ao invés de “cachorro-quente”).
4 – Posso usar gírias na redação?

Simone Motta explica que devem ser evitadas já que não se encaixam na linguagem culta formal. Entretanto, caso a gíria seja essencial para o texto, o participante deve colocá-la entre aspas.

5 – Interjeições são permitidas (ah!, ufa!, oba!, por exemplo simulados enem 2018 aqui)?

Apenas se as elas forem necessárias ao sentido do texto. As interjeições servem para enfatizar uma informação ou para demonstrar as emoções que vêm do autor ou narrador do texto.

6 – Quais palavras ou termos não devem ser utilizados de forma alguma em minha redação?

Fica a dica: nunca escreva palavrões ou palavras de baixo calão!

7 – Qual é a melhor estratégia para garantir que meu texto não tenha nenhuma dessas palavras proibidas?

“A melhor estratégia para garantir um texto bem organizado, que alcance uma nota alta, é pensá-lo de forma muito lógica: lembrar que a redação precisa ter rascunho, deve ser corrigida em relação à forma e ao conteúdo (cuidado para não fugir do tema proposto para a redação) e precisa ser passada a limpo (de modo que a leitura seja fluida e linear)”, reforça Simone.

Seguindo essas dicas, será muito mais fácil conseguir desenvolver um texto que siga a temática e esteja livre de problemas linguísticos que possam prejudicar a sua nota.

Redação: quais termos não usar na redação do Enem 2018
5 (100%) 1 voto

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*